EDGIC | s34e01 - The Stakes Have Been Raised (Partes 1 e 2)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

EDGIC | s34e01 - The Stakes Have Been Raised (Partes 1 e 2)

Mensagem por Bonomi em 17/03/17, 03:59 am

Seja bem-vindo ao primeiro Edgic da temporada de Game Changers! Quem não conhece o que é Edgic, pode acessar o link e saber todos os detalhes sobre o que é a “lógica da edição”.

Apenas lembrando, diferentes dos Edgics americanos que buscam por meio da edição descobrir quem vai o vencedor da temporada, o nosso objetivo aqui vai ser analisar a história da temporada e os personagens que terão importância para essa história como um todo.

Primeiro vamos começar a analisando as temáticas da temporada apresentadas nessa temporada:

Temas da Temporada
- Mudar o jogo (Game Changers)
O título dessa temporada é Game Changers, quem em português pode ser entendido como aqueles que “Mudaram o Jogo”. Embora alguns fãs possam questionar se algum participar A ou B tenha mudado ou não o jogo, o próprio Jeff Probst afirmou em entrevistas antes da temporada começar que o elenco foi escolhido levando em conta não só pessoas que mudaram o jogo, mas pessoas que para a produção tinha um perfil de que “poderiam” mudar o jogo.

Seguindo essa temática tivemos vários confessionários de pessoas falando sobre como gostariam de serem pessoas que “mudaram o jogo” ou até mesmo sobre mudarem sua forma de jogar Survivor. Provavelmente teremos confessionários sobre este tema até o fim da temporada.

- Vida Marinha (Tema Náutico/Oceano)
- Subtema: Sangue e Tubarões
Toda o visual da temporada foi planejado com um tema náutico. O ídolo de imunidade é baseado em um escafandro de mergulhadores e a grande maioria das cenas de transição são subaquáticas ou valorizando o oceano e elementos marinhos.

Em uma entrevista ao EW (Link para entrevista em inglês), Jeff comparou a temporada ao filme Jaws, um filme onde o suspense e o medo são elementos muito presentes durante a maior parte da narrativa. Conhecidamente (ou não) vemos varias cenas de tubarões durante as transições do programa.

Ainda falando de tubarões, podemos comparar a forma de jogo da tribo mana nessa première com a forma de ataque dos tubarões, onde vários grandes jogadores/tubarões ficaram circulando em volta a presa esperando o melhor momento para atacarem.

Ambas as partes do episódio tentaram trazer esse sentimento de perigo eminente e que qualquer movimento pode ser fatal. Isso pode nos levar a grande reflexões. Será que teremos uma temporada milimetricamente calculada com grandes jogadas planejadas detalhe a detalhe, ou será que teremos uma temporada morna onde todos terão medo de se arriscarem justamente por saberem que tem outros grandes jogadores (tubarões) em volta e que qualquer gota de sangue ou demonstração de fraqueja pode te tornar um alvo? Tony e Ciera foram dois tubarões fortes, mas que assim que jogaram seu veneno foram encurralados pelos outros predadores.

Ainda falando sobre Sangue, Zeke disse “lather in the blood of enemies.” (Tradução Livre: “Se banhar no sangue dos inimigos”).

Ainda falando sobre o perigo e o jogo surdido de tubarões, que esperam o momento certo para atacar, Sarah afirmou que agiria como uma “Silent Assasin” (trad: Assassina Silenciosa) e como uma Criminal (Trad: Criminosa) enquanto esperaria os outros fazerem grandes jogadas e se eliminarem.

- Sobrevivência
A Questão da sobrevivência também esteve no primeiro episódio e é um tema recorrente em Survivor.

Dessa vez, além da briga inicial por comida e para vencer os desafios para ter recompensas para a vida no acampamento, tivemos também a aparição de cabras e também o questionamento de J.T. sobre a política de Tai e a forma com que o segundo cuida das galinhas, trazendo de volta o sentimento de como é importante a alimentação para os participantes de Survivor.

Agora então vamos falar sobre a participação individual da cada personagem, lembrando a tabela de cores (seus significados você confere no LINK) e apresentando a classificação geral de cada um nos dois primeiros episódios.
Tabela de Cores


Edgic

Os Personagens

ANDREA
Andrea teve uma das piores edições nesta premire. Teve apenas um confessionário logo no início do jogo, onde ela introduz a temporada: “This is going to be an epic season, so… game on.” (Trad: Essa vai ser uma temporada épica, então... que comece o jogo”) que apesar de relevante para a temporada, não diz muita coisa sobre a participante em si e nem apresenta novos meandres a seu jogo.

Outros participantes já foram longe mesmo tendo aparecendo pouco no primeiro episódio, mas é algo raro de ver. Uma edição de UTR e INV logo nos dois episódios pode ser um mal sinal para seus fãs.

Porém ainda existe esperança. Na cena de abertura no navio, por exemplo, Andrea e Sierra aparece quando Jeff fala sobre ser uma “Rainha”, o que poderia significar tanto que elas podem ameaçar o jogo de Sandra, como (o que é mais provável), serem aliadas dele na reta final do jogo.

AUBRY
Como falamos no Blindcast, Aubry também começou Kaoh Rong com uma edição bem fraca, mas depois se destacou e cresceu no jogo. Na primeira seu único confessionário foi sobre Michaela, ou seja, embora tenha aparecido isso pode ser um mal sinal, pois até o momento ela não tem uma história sua para contar.

Embora tenha aparecido dentro das rodas de discussões sobre estratégia e tenhamos visto pessoas se aproximando, ainda não conseguimos ver seu jogo e a forma com que tem influenciado as decisões da tribo.

No segundo episódio, Tony ofereceu-lhe uma aliança e Aubry, mas isso fazia parte da historia de Tony, que acabou justamente no mesmo episodio, deixando a participante sem essa opção e conseguintemente não aprofundando.

Não há muita coisa para discutir sobre Aubry no momento, sem sinais de uma história individual, e mesmo recebendo votos no segundo conselho tribal, não houve ênfase nela, o que pode ser tanto bom a curto prazo, mas preocupante a longo prazo. Tudo o que podemos realmente concluir no momento é que Aubry está estrategicamente ciente - ela votou corretamente em ambos os tribais – mas que não teve relevância para o que aconteceu até aqui.

BRAD
Odiado por alguns em temporadas anteriores (e até um pouquinho por esse que vós escreve), Brad começou com uma temporada muito boa. Embora ele tenha tido muito mais destaque no primeiro episódio de Blood Vs Water, aqui ele foi o único a dar destaque para a historia de sua família por meio de sua esposa, destaque de edição que normalmente é dado ao vencedor da temporada, sendo elemento recorrente esse tempo de edição para os Solos Survivor ou finalistas.

Embora tenha falado bem sobre sua esposa, inclusive com a hashtag #W.W.M.D (O que a monica faria?), ele teve um ponto relativamente negativo: Ele foi mostrado dormindo.

Raramente os vencedores de uma temporada são mostrados dormindo, muito menos roncando. O sono na edição de um personagem pode simbolizar que em algum momento ele “dormiu no ponto” e deixou passar alguma coisa que não deveria.

Seu jogo no momento pode ainda estar meio sonolento, mas sua edição mostra indícios de que ele pode melhorar e fazer uma boa participação no resto da temporada.

CALEB
Todos os confessionários de Caleb nessa premieri foram sobre Tony, o grande personagem em destaque. Isso pode significar duas coisas.

Como braço direito de Tony, essa pode ser a história de como ele se tornou um “underdog” e de como ele vai ter que lutar para sair dessa situação. No entanto o fato de que não mostraram o que motivou sua mudança de opinião e votou no Tony pode ser uma indicação que seu pensamento não é tão importante assim.

Por hora não existem muitas opções de narrativa para o Caleb além dessas apresentadas.

CIERA
Ciera foi a primeira vítima dos tubarões de Game Changers. No blindcast já comentamos que ela poderia voltar quantas vezes quisesse, mas sempre iria ter o target de ser “A garota que eliminou a própria mãe” (independente se isso foi uma jogada boa ou não).

Consideramos que ela teve uma edição CP devido ao fato de que desde o começo vemos sua lado estratégico. Desde começar a confabular contra o Tony no poço até o final e sua derradeira derrota.

No entanto seu tom foi negativo pois de maneira geral praticamente todos os outros jogadores as descreveram de forma negativa, como "gamey" e "sneaky" (trad: jogadora e cobra), sempre com conotações negativas.

Vale notar que Ciera não foi pintada como “uma pessoa terrível", mas dentro do contexto do jogo ela foi colocada como uma ameaça e alguém que deveria ser eliminada.

CIRIE
Uma das, se não a personagem mais importante da NUKU nessa premiere. Desde o começo pudemos ver seus pensamentos e o planejamento de seu jogo, principalmente sua vontade de tentar fazer as pazes com Ozzy para não se tornar um alvo desde cedo.

No entanto, embora tenha aparecido bem e tentando formar alianças e resolver velhas pendencias, no entanto recebeu comentários negativos de Debbie, Zeke e Sarah, que afirmaram que não teriam medo de abandonar ou eliminar Cirie se fosse preciso. Dessa maneira sua edição no segundo episodio teve um tom M (Misto).

Como comentamos no Blindcast, este pode ser um indicio tanto de uma história de declínio eliminação nos próximos episódios, como também o indicio uma construção de uma história de um Underdog, de alguém que precisaria sair de uma posição inferior para mudar o jogo.

DEBBIE
Por outro lado Debbie, que falou negativamente da CIRIE, foi uma das que teve melhor edição na NUKU.

Se mostrando mais esperta, mais alerta e mais cuidadosa, Debbie mostrou que aprendeu bastante com o jogo e que não vai cair facilmente em armadilhas sociais que possam estragar seu jogo. Tendo sido bastante cuidadosa em seu relacionamento com a Cirie.

Diferente de Kaoh Rong ela não tem sido pintada de forma caricata, o que pode ser muito bom. Provavelmente um indicio de que seu jogo deve ser levado muito mais a sério agora em Game Changers.

HALI
Muitas pessoas (e até mesmo eu) falaram muito bem da edição de Hali na première. Passada as primeiras impressões e olhando com mais pés nos chão, podemos analisar com mais calma o que essa personagem já nos apresentou.

Hali teve bons confessionários, no entanto ainda não apresentou uma história clara de jogo nesta temporada, não explicando exatamente como pretende jogar apesar de dizer que vai ser uma “cobra” nesse jogo, não deixando claro como vai conseguir isso. Sendo que não demostrou nenhuma ação efetiva nessa início de temporada.

Como não é claro seu papel no jogo ainda não sabemos o que esperar dela. Seus confessionários podem tanto indicar que ela é uma personagem que irá crescer e ter importância na reta final da temporada, ou simplesmente serem um justificativa do motivo de terem a convidado para uma nova temporada.

J.T.
J.T. Não teve uma edição tão fraca como a de Andrea, mas o fato de não receber um confessionário na primeira parte da première mesmo sendo um vencedor de Survivor pode ser preocupante.

Ele chegou a falar no barco e responder uma pergunta de Jeff, algo que é sempre bom. Mas a ausência de participação pode ser um indicio de uma participação sem importância para o contexto geral da temporada.

Sua única aparição se refere a temática de sobrevivência. Talvez seja algo positivo para sua edição geral se essa narrativa voltar a aparecer. Seu confessionário pode ser visto como positivo se levarmos em conta que ele será um jogo sem chamar atenção, tentando não dar motivo para que o eliminassem, o que justificaria até mesmo ele não ter aparecido tanto até o momento.

No entanto, não tivemos muito aprofundamento em sua narrativa e nem uma história forte, mas isso pode ser motivado pelo fato da próxima mistura de tribos.

JEFF
Jeff, ao lado de Malcolm, foi um dos narradores do episódio. Não fomos necessariamente introduzidos ao Jeff, mas pudemos notar que ele participou e foi peça importante dos diálogos realizados por sua tribo.

Edições de “narrador” normalmente simboliza que devemos nos acostumar a ver o personagem nos contado o que acontece no jogo. No entanto, sendo chamado pelo Jeff Probst de “useless” (trad: Inútil) e o destaque negativo para sua participação nos desafios, pode significar que ele não consiga ir muito longe na merge por sua baixa capacidade nas provas.

MALCOLM
Malcolm teve um ótimo começo. Pelo seu carisma com os fãs já era de se esperar que ele fosse aparecer relativamente bem. Além de aparecer bastante, também foi um dos narradores de sua tribo, conduzindo o público pelos acontecimentos da Mana.

Embora seja bom vermos bastante do Malcolm, temos que notar que apesar de ser um dos que mais tiveram destaque e tempo de edição, ele sempre está falando do jogo, e apenas disso. Não tivemos uma construção ou desenvolvimento de personalidade ou da forma como que pretende jogar, deixando sua narrativa única e exclusivamente focada naquilo que acontecia no momento, não dando espaço para imaginar o que esperar no futuro. O que talvez indique ou que ele está jogando com a maré, sem planejar os próximos passos, ou então que seu jogo não terá importância para as decisões vindouras.

Outro ponto negativo é que, assim como Caleb, ele foi um dos que mudou de voto e nunca vimos o motivo dessa mudança. Inicialmente ele fala sobre manter a tribo forte e que por isso seria bom manter o Tony, mas no final acabou optando por votar nele sem sabermos o porquê.

Malcolm, como disse no Blindcast, foi importante para apontar a Tony e Caleb os planos de Ciera e mudar o alvo da tribo, mas ainda assim sua função foi de narrador e suporte, pois quem modelou e executou o plano em questão na primeira parte foi justamente o Tony.

De maneira geral, sabemos que Malcolm será um personagem importante da temporada e que provavelmente irá continuar seu papel de narrador. No entanto as lacunas deixadas pode ser um sinal de que não vá até a final.

MICHAELA
Michaela teve uma boa apresentação nesta temporada. Logo de cara pudemos ver como ela quer jogar e quais são suas fraquezas, dando a ela uma das Personalidades Complexas (CPs) mais nítidas.

Michaela falou que pretende jogar “literally schmoozing up to everybody here and making them feel awesome.” (Trad: Conversando com todo mundo e fazendo todos se sentirem maravilhoso). No entanto, logo em sequência já vemos sua falha: Não conseguir mentir e esconder suas expressões faciais.

Sua história principal é sobre conseguir se controlar. No segundo episódio vemos ela reclamando sobre sempre querer vencer, mas ter que aceitar que outras pessoas tomam decisões pela tribo quando falou sobre estar incomodada por Malcolm não ter aceitado trocar com ela na prova.

Se ela vai conseguir superar seus defeitos ou se eles serão sua sina final, isso ainda não sabemos. Mas sua apresentação deixa em aberto a possibilidade de uma grande participação nessa temporada.

OZZY
A edição de Ozzy praticamente se resume ao relacionamento com Cirie e sua vontade sobre fazer grandes planos.

Sua história indica uma vontade de redenção, tanto que ele fazer grandes jogadas e se arriscar (“big moves require big risks”) e sobre seus planos de ser o “master of blindsides.”(Mestre dos Blindsides). No entanto, quanto Jeff fala na abertura do programa “moves that were a disaster and got you voted out.” (Jogadas que foram um desastre e te eliminaram), quem aparece é justamente o Ozzy.

Será que o Ozzy irá fazer grandes jogadas, se arriscar e ser eliminado? Será ele eliminado por grandes jogadas? Ou finalmente ele conseguirá fazer uma grande jogada que de certo? Essas perguntas são todas interessantes, mas quando notamos que todo o resto de sua edição é relacionado a Cirie, isso pode ser um sinal de uma guerra entre os dois que não irá acabar bem.

Outro ponto que não podemos esquecer é que quando Jeff fala, no início do episódio (ainda no navio) sobre fazer grandes jogadas, Ozzy e Malcolm aparecem em sequência. Seria o indicio de quem um eliminar o outro? Uma possível rivalidade na merge?

SANDRA
Sandra sendo Sandra. Ou não? Diferente de suas outras participações Sandra recebeu muito destaque desde o começo. De soldado leal, se tornou general de uma tropa. Diferente do passado, agora Sandra é uma personagem chave para a historia. Como única a vencer duas vezes o programa não podia ser diferente, ainda mais quando ela bate de frente com outro vencedor.

Sandra teve grande participação em no planejamento e execução de todas as jogadas e estratégias apresentadas até agora. Até agora Sandra venceu todas as batalhas, mas até quando isso irá continuar?

Seu arco principal de história já tem até bordão: “Rainha continua rainha” (Queen stays queen). E a edição tem favorecido essa história, não só mostrando comentários positivos de outros competidores, mas reforçando sempre a qualidade de seu jogo para mostrar que ela não venceu duas vezes por acaso.

SARAH
Sarah pode não ter tido muito tempo nesse primeiro episódio e podemos até não ter visto ela colocar suas mangas de fora. Mas seus confessionários foram muito bons e deram uma boa impressão em relação a como ela pode querer jogar.

Claro, é questionável se ser um “Criminoso” ou um “Assassino” em Survivor é bom ou ruim. Mas simplesmente o fato de mostrarem ela falando sobre isso revela uma importância da personagem para a temporada. Numa temporada aonde fazer grandes jogadas pode criar um grande alvo, saber jogar nas sombras pode ser importante, mas até onde isso é bom? Permitindo assim que a posicionemos como uma participante de Personalidade Complexa nessa episódio.

SIERRA
Diferente do Inside Survivor que posicionou a Sierra como CP3 no primeiro episódio, aqui resolvemos colocar ela um pouco abaixo.

O fato de ter achado a Legacy Advantage foi um fato importante para seu jogo, mas qualquer jogador que tivesse achado a vantagem teria um confessionário sobre isso. Assim, apesar de ter aparecido se aliando a Ozzy e Brad, ainda consideramos que sua edição foi muito fraca para quem parece que pode ter uma importância tão grande para o jogo.

Claro, alguns podem argumentar que ela não ter aparecido tanto ainda não é tão importante, visto que sua tribo ainda não foi par ao conselho tribal. Mas para um participante com a Legacy Adv, sua ausência pode ser preocupante.

TAI
O sempre carismático roubou a cena novamente por duas vezes. Como sempre, foi um protetor das galinhas e antagonizou J.T.. Por outro lado foi uma linha condutora (mas não narrador) da rivalidade entre Cirie e Ozzy.

Cirie achava que tinha resolvido suas diferenças com Ozzy e que poderia fazer um jogo mais nas sombras, mas foi justamente Tai que entregou que a jogadora não estava numa posição tão confortável assim.

Embora tente, é nítido que Tai não tem forte jogo social e estratégico. Tai é carismático e esforçado, parece sempre conseguir atrair as pessoas com seu jeito simpático e amigável, mas a verdade é que ele não sabe mentir e, principalmente nem omitir seus planos e pensamentos e nem os planos e pensamentos de seus aliados. Dessa maneira ser aliado de Tai é um grande risco pelo seu potencial em estragar seu jogo.

TONY
O Showman do episódio.

Foi uma participação curta, mas intensa. Tony começou muito bem, fazendo as suas e até conseguindo começar a modelar boas alianças, mas a verdade é que diferente de sua primeira temporada ele não soube se controlar e fazer um jogo mais calmo.

Em uma temporada cheia de tubarões Tony estava na mira desde o começo, sendo um dos primeiros a derramar seu sangue e chamar atenção. Se não fosse Ciera ter chamado tanto atenção por ser a primeira a se arriscar e se tornar uma unanimidade na tribo, provavelmente Tony teria sido o primeiro eliminado.

Suas aparições foram OTT e CP por que sempre esteve em destaque e por que tentou construir alianças e se manter no jogo. No entanto o tom negativo veio justamente por sua paranoia que o conduziu a sua eliminação. Se não fosse por interromper a conversa de Troyzan e Sandra (que falavam justamente como ele ainda não era a maior ameaça) e essa intensidade de jogo, provavelmente Tony conseguisse ir mais longe.

TROYZON
Embora não tenha aparecido muito Troyzan mostrou que tem um potencial para ir melhor do que em sua temporada anterior, sendo importante para conduzir a neurose de Tony e conduzir Sandra a bater de frente com Tony depois que este último interrompeu uma conversa entre Sandra e ele.

No entanto teve apenas um confessionário. Sua edição é de alguém “no meio da estrada”. Ainda não sabemos se ele vai se destacar nos próximos episódio, se será importante para a temporada, ou se irá ficar pelo meio do caminho. É também uma possibilidade que sua história só comece de verdade no meio da temporada.

ZEKE
Minha aposta de destaque da temporada, Zeke teve uma edição muito boa, mas não maravilhosa (como diria o Raboni Medeiros do Blindcast). No entanto a verdade é que, assim como a maioria dos membros da Nuku, não conseguimos ver realmente o que espera dele no resto da temporada.

Zeke não tem uma história acontecendo no momento, a não ser o fato de que é um superfan do jogo e que quer fazer as coisas acontecerem, que quer “sujar suas mãos”. No entanto apresenta potencial para aparecer mais durante o resto da temporada.

------------------------------

Essa foi a primeira vez que fizemos o EDGIC aqui na Survivor Brasil. Qual a opinião de vocês? Concordam? Acham que algum participante poderia ser categorizado diferente?

Deixe seu comentário.


Última edição por Bonomi em 17/03/17, 03:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Bonomi
Admin

Mensagens : 48
Reputação : 1
Data de inscrição : 25/01/2017
Idade : 27
Localização : Maringá/PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EDGIC | s34e01 - The Stakes Have Been Raised (Partes 1 e 2)

Mensagem por derikfernandes em 17/03/17, 08:24 am

Claro que a Sandra não podia passar despercebida dessa premiere <3 confesso que tô curtindo muito a participação dela.

derikfernandes

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 17/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EDGIC | s34e01 - The Stakes Have Been Raised (Partes 1 e 2)

Mensagem por Raboni em 17/03/17, 02:28 pm

Cara, amei o Edgic!

Talvez eu mudasse uma ou outra coisa, mas deu pra sentir que algumas opiniões do Blindcast também foram refletidas nele o que me deixa bem feliz, quero ver o do segundo episódio como vai ficar Very Happy
avatar
Raboni
Admin

Mensagens : 2
Reputação : 1
Data de inscrição : 19/12/2016
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro / RJ

Ver perfil do usuário http://survivorbrasil.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: EDGIC | s34e01 - The Stakes Have Been Raised (Partes 1 e 2)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum